terça-feira, 7 de abril de 2015

Arsen, uma quebrada história de amor - Mia Asher

Olá, meninas!

Gostaria que vocês compartilhassem comigo sua opinião a respeito desta postagem. Há um algum tema nos livros que vocês passam longe ou vocês leem de tudo?

Eu já li de tudo, mas se tem um tema que não suporto #nãomejulguem é traição. Não falo de suspeita de traição, já li centenas de livros onde tudo não passou de um mal entendido e por fim foi resolvido. Falo de quando a traição é consumada mesmo. 

Sobre o livro Arsen - uma quebrada história de amor, eu não li (pelo motivo que acabei de explicar). Mas dei uma lida no comecinho e em alguns trechos, do pouco que li constatei duas coisas: 1) a mocinha era casada com um marido perfeito e apaixonado e mesmo assim o trai; 2) O livro é muito bem escrito. Não posso falar mais do que isso, pois de fato não o li.

Pesquisei a opinião de outras leitoras na internet e o resultado foi que muuuuitas gostaram e super indicaram o livro. Por essa razão estou compartilhando aqui no blog e ficaria muito contente de saber a opinião de vocês, se lerem.



Sinopse:

Um olhar foi o suficiente... Eu sou uma traidora. Eu sou uma mentirosa. Toda a minha vida é uma bagunça. Eu amo um homem. Não, eu amo dois homens... Eu acho. Um faz amor comigo. O outro me deixa em chamas. Um é a minha rocha. O outro é a minha criptonita. Estou quebrada, perdida e enojada de mim mesma. Mas eu não consigo parar. Esta é a minha história. Minha quebrada história de amor. 

Temas: Traição, Super HOT- Erótico


BAIXA AQUI


Um Toque de Paixão - Anne Marie Winston- Desejo 66


Ao conhecer o másculo e sedutor Brendan Reiliy, um homem sem interesses ocultos, a ex-modelo Lynne DeVane finalmente se sente  tentada a retirar a máscara que usou por tanto tempo e mostrar quem ela é de verdade.

Ele nunca viu o rosto dela ...
E mesmo assim, a entendia melhor do que qualquer outro.
Brendan queria confiar nela, mas a vida havia lhe ensinado a manter distância das mulheres misteriosas... E se Lynne realmente desejava Brendan, teria de provar seu amor.


Temas: Modelos, Deficientes

Comentários - CONTÉM SPOILERS


Essa é uma das minhas histórias favoritas sobre cegos. Já li várias, mas não eram tão boas. Nesse livro a autora soube ser muito convincente sobre a deficiência do mocinho.

Ele

Brendan Reilly era um advogado que perdeu a visão aos 21 anos num acidente. Ele era um homem muito bem resolvido com a sua deficiência, mas não era bem resolvido quanto a relacionamentos. Quando ficou cego ele desmarcou o casamento, mesmo sua noiva afirmando que ficaria com ele cego ou não. Ele estava na fase da negação e achava que ela não merecia ter que lidar com sua nova condição. Tempo depois, quando ele já havia aceitado a situação, vai atrás dela, mas a encontra casada com outro. Ficou muito decepcionado e passou a evitar relacionamentos. Até que conhece sua nova vizinha, Lynne, por quem ficou imediatamente cativado.

Ela

Lynne DeVanne abandonou a carreira de modelo, pois não suportava mais a futilidade e a ditadura da beleza. Ela se mudou para uma cidadezinha disposta a ter uma vida normal, anônima, evitando seu passado a todo custo. Ela também evitava relacionamentos, após um fracasso amoroso. Mas tudo muda quando conhece seu vizinho lindo, simpático e gostoso. Ela queria uma pessoa que não ficasse com ela pela aparência, e conseguiu...



Particularmente, achei a história muito boa, MAS um pouco cansativa... demorou pra rolar o primeiro beijo e eles passam boa parte da história conversando sobre os cachorros do mocinho, sobre as adaptações que ele fez para a deficiência, sobre a cidade em que moravam...etc, mas o assunto principal são os cães-guia. Pra ser justa, esses detalhes todos tem um lado negativo (que a história fica um pouco monótona), mas também tem seu lado positivo: a riqueza de detalhes e informações sobre a vida de um cego traz MUITO mais realismo à história, a autora com certeza fez uma grande pesquisa para escrever o romance ou então tem algum parente cego...Como eu disse no início, ela foi MUITO convincente à respeito da cegueira dele. Isso pra mim é ponto muito positivo, porque já li várias histórias com personagens cego e 90% deles: eram rabugentos, tratando super mal a mocinha, Deus e o mundo, não havia nenhuma descrição sobre como eles se viravam no dia a dia com a cegueira e no final da história, milagrosamente todos eles voltaram a enxergar (inclusive tem uma história da Carole Mortimer, cujo mocinho volta a enxergar só por ter feito amor com a mocinha...ahhh vá! Menos fantasia, por favor). Essa história é um choque de realismo...Brendan já passou a fase da raiva e negação, por isso age como uma pessoa normal, sem "coitadices" e rabugices e tenta levar sua rotina o mais normal possível, sendo independente. No final, a visão não volta, nenhum milagre acontece. Ele está mais que satisfeito em ter encontrado um amor que o aceite como ele é e não o trate como um coitado.

Brendan é muuuito afoito, rsrs. A primeira vez deles foi rápida e inesperada...eles estavam no sofá trocando uns carinhos e de repente, sem avisar, Brendan entra nela com tudo! A segunda vez foi bem intensa, ele a prendeu contra a parede e...vocês sabem. O livro tem essas cenas mais calientes, mas não chega a ser super hot.

Acho que a única coisa que me incomodou foi o conflito fraco entre eles: Lynne não revelou seu passado de modelo e ele só soube através de um amigo que a reconheceu. Ele ficou super bravo por ela ter escondido (dou razão pra ele) e brigou com ela. Lynne ficou decepcionada com a reação dele e foi embora. Enfim, esse é o conflito. Achei fraquíssimo, não entendi porque ela escondeu sua carreira dele e era tão paranoica em não tocar no passado, afinal ela não fez nada de ruim ou vergonhoso; simplesmente viu que não era uma carreira pra ela e desistiu. Não havia razão plausível para omitir a verdade dele. Além disso, a briga que tiveram foi desproporcional à atitude dela, foi exagero brigar tanto e ir embora. Mas é claro que os dois se reconciliam.



BAIXA AQUI



segunda-feira, 6 de abril de 2015

Lindo Amor Imoral - Série Filthy Beautiful Lies #2- Kendall Ryan





Sinopse:  Eu nunca esperei assistir Sophie indo embora - especialmente não com a sua virgindade intacta. Ela era minha. Ela só não sabia disso, ainda. 
Novo objetivo: Selar o negócio e balançar seu mundo tão completamente que ela nunca queira partir novamente.

Um romance altamente sensual e muito envolvente emocionalmente, Lindo Amor Imoral é a conclusão provocativa para Mentiras Bonitas e Imorais.












Temas: Super HOT - Erótico, Mocinho devotado

Comentários - CONTÉM SPOILERS

Essa é a continuação e conclusão da história de Sophie e Colton. O livro 1 terminou abruptamente, quando ela descobre que ele era casado. Ainda bem que o 2 já estava disponível em português, senão eu iria pirar!

Antes de jogar pedra e odiar o Colton, é necessário entender que ele estava casado apenas no papel e sua esposa o fez comer o pão que o diabo amassou. Depois do casamento, Stella mostrou a verdadeira megera que ela era e mesmo Colton dando de tudo pra ela, ela foi uma péssima esposa e o traiu na própria casa com o jardineiro. Eles ficaram dois anos casados e há dois anos já estavam separados. Connor só não assinou o divórcio, porque ela teria direito a metade de todo patrimônio dele, ele não queria dar esse gosto a ela primeiro porque ela não merecia e segundo porque a perca do dinheiro prejudicaria suas instituições de caridade. Sendo assim, ambos viviam há 2 anos separados, brigando na justiça. Connor é forçado a tomar uma decisão quando se apaixona por Sophie e ela foge ao descobrir que ele era casado.

Após a cena constrangedora na piscina (no final do 1º livro) em que Sophie conhece Stella, ela voa imediatamente com sua irmã Becca para Roma, para que ambas passassem um tempo juntas e ela tentasse esquecer o Connor. Mas apenas 3 dias depois ele aparece no hotel com seu irmão, implorando perdão e que ela o deixasse se explicar. Ela ouve as explicações, entende a situação dele, mas não topa voltar pra ele.

Dias depois, Connor muda a estratégia. Fala que o contrato de "escrava sexual" estava encerrado e ele queria a amizade dela, que ela morasse com ele e continuasse a trabalhar na instituição de caridade dele. Sophie topou, mas ela mesma não aguentou a tensão sexual e disse que estava preparada para ser mais que amiga. Então, finalmente, ela perde a virgindade e os dois começam a viver um romance muuuuuito intenso.

Assim como no 1º livro, neste há personagens secundários, os mais relevantes são: Collin e Pace, irmãos de Colton, Kylie, funcionária de Colton e colega de trabalho de Sophie, Becca, gêmea de Sophie e Marta, assistente pessoal e funcionária favorita de Colton. 
Marta era uma mulher muito bonita, que deixava Sophie com ciúmes, pois ela agia com muita familiaridade com Colton, como se os dois já tivessem tido algo. Colton confessa que após a separação de Stella, esteve com Marta para "aliviar a tensão sexual", mas não chegou a ter relações, apenas boquete. Mas estava claro  que Marta estava esperando apenas um sinal dele pra cair em cima. Adorei quando ele a coloca em seu devido lugar



A rotina deles era maravilhosa...muito amor, muitas declarações, sexo quentíssimo. E finalmente o divórcio saiu, mas pra infelicidade de Colton, ele teve que repartir seus bens com Stella, isso o deixou numa situação muito tensa em suas empresas. Pra mim, ele fez isso por Sophie, pois para quem estava enrolando há 2 anos pra assinar o divórcio, aceitou rápido demais, mesmo perdendo uma fortuna. 

Um fato trágico ocorreu nesse livro (spoiler alert! spoiler alert!), faleceu Becca, pra minha perplexidade. Ela era uma personagem adorável, engraçada  e leal...e por um momento eu achei que ela seria o par romântico do Pace, irmão mais novo do Colton. Meninas, eu chorei pra caramba! É muito triste, principalmente as últimas palavras dela para Sophie. Colton foi a fortaleza de Sophie nesse momento... a coitadinha ficou depressiva por um bom tempo.

Nesse livro há bastante erotismo...muito sexo, muito sexo oral e no final rola até anal! Mas não se resume ao erotismo, a história é muito boa. Eu gostei, e provavelmente relerei num futuro...

O próximo livro da série é sobre Pace Drake e Kylie.






BAIXA AQUI


PRÓXIMO (ainda não disponível em Português)




Mentiras Bonitas e Imorais - Série Filthy Beautiful Lies #1 - Kendall Ryan

Sinopse: Eu não tenho ideia por que ela leiloou sua virgindade por um milhão de dólares. Independentemente disso, eu sou agora o novo proprietário orgulhoso de um hímen perfeitamente intacto. Muita coisa boa ela poderá fazer. Eu tenho certos gostos, certas inclinações sexuais. Meu pau é um pouco mais discriminatório do que a maioria. E para treinar uma virgem necessita-se ser fino e ter paciência - tanto do que me falta.

Sophie Evans estava apoiada em um canto. Com a vida de sua irmã na balança, a única opção é agarrar seu caminho para fora, mesmo que isso signifique vender a sua virgindade a quem pagar mais caro em um clube erótico exclusivo. Quando Colton Drake a leva para sua casa, ela rapidamente aprende que nada é o que parece com este homem bonito e intenso. Estar com ele coloca nela os desafios que ela jamais esperou ter, e empurra-a a querer coisas que ela nunca pensou em ter.




Temas: Super HOT - Erótico

Comentários- CONTÉM SPOILERS

Pela sinopse, imagina-se um livro depravado (afinal, o mocinho a comprou como escrava sexual) e um cara muito depravado. Mas não é bem por aí, nesse sentido o livro me surpreendeu.

Sophie Evans tomou a louca decisão de leiloar-se como escrava sexual por 6 meses para pagar o tratamento contra o câncer de sua irmã gêmea. Ela amava a irmã mais que tudo e estava a disposta a fazer o que fosse preciso para salvá-la. Ela era virgem e muito bonita, fatores que aumentariam os lances no leilão.

Eu pensei que Colton Drake fosse um homem depravado e com gostos sexuais peculiares, afinal que tipo de homem dá um milhão numa escrava sexual? Um cara lindo, CEO  de 28 anos, rico e charmoso não precisaria comprar uma mulher. Pensando nisso, Sophie ficou morrendo de medo do que ele faria com ela, e ao mesmo tempo estranhou o enorme desejo que sentiu por ele, pois a situação era no mínimo vexatória.

Na verdade, Colton não era um louco, depravado ou psicopata, e nem era frequentador de leilões de mulheres. Há uma razão que o levou a fazer isso. Ele não confiava nas mulheres, mas queria uma companheira por um tempo, que não fizesse cobranças e lhe satisfizesse.

Colton é um pouco cínico sobre as mulheres, devido a uma traição do passado. O nome Stella paira entre os dois, mas Colton sempre evitar falar. Sophie apenas presume que a tal mulher era alguém que o feriu no passado. Aos poucos (nem demora muito) Soph vai conquistando o coração de Colton.  Mas um segredo, uma coisa mal resolvida na vida dele, que o impede de se entregar à relação com Sophie.

O livro é bem erótico, com um linguajar meio sujo. MAS por incrível que pareça, os dois NÃO fizeram sexo nesse primeiro livro da série. Justamente pela coisa mal resolvida do Colton e também porque ele achava que ela tinha medo dele. A própria Sophie começa a ficar frustrada e louca de desejo por ele, tanto que chega a tomar a iniciativa, mas ele não leva até o fim. O livro não tem sexo, no sentido básico da palavra, mas tem muuuiiiito boquete, pegação, enfim, muito erotismo. O mocinho é super bem dotado (existe assim? tô chocada )



Enfim, prepare o ventilador...

No final, Colton está caidinho por ela...por seu caráter, pelo companheirismo...mas ela descobre da pior forma o segredo dele (spoiler alert! spoiler alert!), quando os dois estavam nus na piscina, quase nos "finalmentes", aparece Stella, que diz ser esposa de Colton e faz questão de humilhar Sophie. A coitada sai correndo e para o desespero de Colton ela foge. Assim termina o 1º livro, mas calma que tem continuação e é muito melhor!







BAIXA AQUI



domingo, 5 de abril de 2015

Being Julia - Série Forever Black #4 - Sandi Lynn



Meu nome é Julia, e e sou a filha de Connor e Ellery Black. Eu posso parecer princesinha do papai, mas estou muito longe disso. Minha vida consiste em mentir para os meus pais esgueirando-me da cobertura. Meu milionário pai CEO parece pensar que na tenra idade de dezesseis anos, eu sou muito jovem para os garotos. Minha mãe artista, tenta se manter neutra e não diz muito. Minha melhor amiga de Londres e eu saímos quase todos os dias. Gostamos de fazer compras, e tentamos pegar todos os bad boys que nossos pais não aprovariam. Nós ocasionalmente entramos em apuros, mas geralmente eu consigo me safar, exceto quando meu pai me pegou com Brody Sullivan em meu quarto. Esta é a história da minha viagem através da vida, em que tento descobrir quem eu sou, desde o tempo de meu aniversário de dezesseis anos, até o dia em que eu me caso com o homem dos meus sonhos, Jake Jensen. Minhas aspirações, sonhos, trabalho duro, desafio e boca inteligente são todos tecidos em uma coisa - EU, sendo Julia!

Temas: Teen


Comentários - CONTÉM SPOILERS

Se você está lendo este post, é porque certamente leu os primeiros livros da série, portanto sabe que no epílogo do livro 3, a Julia Black se casa com Jake aos 23 anos.

Esse livro me surpreendeu, não de maneira positiva =/
Eu esperava a história com uma Julia adulta, mais madura. Porém a narração começa quando Julia tinha apenas 16 anos e era uma menina extremamente mimada pelos pais. Ela se envolveu com um jovem canalha que tirou sua virgindade e depois a esnobou. Pra piorar, Connor flagrou os dois na cama, foi no mínimo constrangedor e humilhante.

A relação entre pai e filha fica muito tensa. Porque Connor era um pai muito protetor e ciumento e Julia estava em sua fase rebelde. Enquanto isso, Elle tentava manter o equilíbrio e unir as duas pontas. Por outro lado, Collin, o filho caçula, era um exemplo de rapaz.

Após essa situação tensa com a família, Julia tem que lidar com outra dificuldade: a morte de sua melhor amiga. Não demora muito para ela conhecer o grande amor de sua vida, que teve total aprovação de seus pais, Jake Jensen.

O QUE NÃO GOSTEI:

- Acho que pra quem leu a intensa e dramática história de Ellery e Connor, pais de Julia, vai achar essa extremamente fútil e vazia. Foi o que eu senti com a leitura. Primeiro porque os problemas de Julia não são nada em comparação ao que a mãe dela passou. Julia nasceu em berço de ouro, é a princesinha do papai, tem tudo o que deseja, o fato triste é que perdeu sua melhor amiga. Em contrapartida, Ellery perdeu a mãe muito nova, o pai era alcoólatra, cresceu pobre tendo que se virar, enfrentou o câncer duas vezes e uma tentativa de suicídio. É até injusto comparar a vida das duas, mas é impossível não comparar...e com certeza a história da Julia não é nem um pingo de interessante e emocionante.

- A história de Julia e Jake é EXTREMAMENTE sem sal. Os dois se conhecem na praia, ficam de cara apaixonados, os pais aprovam e....pronto.

- Julia é a protagonista, mas na minha opinião se tornou a coadjuvante. PRA MIM os verdadeiros protagonistas são Ellery e Connor.


O QUE GOSTEI:

- A única coisa que gostei desse livro foi poder acompanhar mais o casal Connor e Ellery, agora com a idade mais madura. Ambos continuam apaixonadíssimos e com um apetite sexual de um casalzinho adolescente. Vivem sendo repreendidos pelos filhos.


BAIXA AQUI



Há o livro 5, a história de Collin e Hayley (filha de Peyton). Ainda não li, porque não saiu o livro revisado. Estou com uma versão com tradução automática, mas não vale a pena ler e compartilhar, porque está horrível (Connor Black, está Connor Preto kkkkk). Então vamos esperar sair uma versão final. Porém, depois da decepção com este, não tenho expectativas com a história do Collin.

Próximo


Forever Us - Série Forever Black #3 - Sandi Lynn



A história de Connor e Ellery Black continua na última parte da trilogia Forever Black, Forever Us. Você acompanhou Connor e Ellery durante sua jornada de amor, coragem e força enquanto a doença de Ellery ameaçava seu futuro em Forever Black. Você continuou acompanhando a jornada deles através do ponto de vista de Connor Black em Forever You, assistindo eles conseguir o seu felizes para sempre através do casamento e o planejamento para seu primeiro filho. Junte-se a Connor e Ellery mais uma vez enquanto eles enfrentam os desafios da paternidade. Juntem-se em Forever Us enquanto eles aprendem a lidar com a exigências de um novo bebê, uma carreira exigente, e o início de um novo desafio em que Connor e Ellery devem enfrentar por causa de sua família.



Comentários - CONTÉM SPOILERS

Esse é o terceiro livro da série Forever Black, que narra a vida de casados pelo ponto de vista dos dois protagonistas, Ellery e Connor.

Quando baixei esse livro, pensei "Amei a série, mas agora que os dois já casaram, ela engravidou qual vai ser a história?" Eu pensei que o livro seria sem ação, sem emoção sem muito conflito, mas eu me enganei! O livro é maravilhoso, surpreendente, emocionante.

Ellery entra em trabalho de parto no início da história. O parto foi muito complicado, mas nasceu a bebezinha Julia com muita saúde.

Em seguida acompanhamos o dia a dia do casal: o grande e lindo amor que compartilham, a carreia de pintora de Elle decolando, as discussõezinhas que todo casal tem, as dificuldades que todos os pais de primeira viagem enfrentam. Eu AMEI acompanhar a rotina deles...Connor é um sonho de homem e Ellery é excelente em tudo. Julia dá um trabalhão pra eles, mas eles sempre dão um jeito de ter um tempo a sós e reacender a chama rs.


Morri de rir com esse trecho acima, porque o Connor passa um tremendo sufoco tendo que cuidar sozinho da bebê.

Mas não só de flores vive a família Black, muita coisa acontece...coisas revoltantes, coisas emocionantes, coisas tristes.

Uma grande problemática desse 3º livro é a vingança da ex-amante psicótica Ashlyn. Ela não se conformou por Connor ter ficar com Elle e se vingou dele incendiando um dos prédios das Empresas Black. Ela foi pra julgamento e alegou que por culpa de Connor ela ficou mentalmente instável. Essa acusação abalou profundamente a Connor e a Elle. A relação deles ficou abalada e Connor sofreu muito com as consequências de ter se envolvida com a louca. Esse problema rende muiiiito, mas por fim, é resolvido com sucesso.

Ocorre também um fato triste: Denny, o motorista particular de Connor foi diagnosticado com tumor no cérebro. Eu não mencionei o Denny na postagem dos livros 1 e 2, mas ele é um importantíssimo coadjuvante da história. Ele é como um pai para Connor, esteve presente do início ao fim da história e sempre foi aquele que abria os olhos e dava conselho para Connor e Elle, principalmente sobre a relação deles. Não tem como não ficar triste com a doença do Denny, pois é impossível não se afeiçoar a ele.

Um outro conflito muito bom é sobre o admirador secreto de Ellery. Ela começou a receber mensagens obscenas, flores e o Connor só queria simplesmente matar o homem. Como sempre, o culpado é quem menos esperamos. É justamente nesse livro que o Connor demonstra seu lado ciumento e possessivo.


Com esse pequeno resumo já deu pra ter ideia que o livro é maravilhoso, cheio de drama e emoção. Eu preciso comentar com vocês uma cena SURPREENDENTE (spoiler alert! spoiler alert! )
Finalmente, Peyton, a melhor amiga de Elle, ia se casar. Ellery ficou encarregada de organizar a despedida de solteira e Connor a despedida de solteiro. Os dois fizeram mistério e não contaram o que planejavam para as despedidas. Quando ela estava num hotel de luxo com Peyton se preparando pra ir à festa, ela se depara com um homem lindo e sexy no elevador. Elle ficou com o coração disparado e muito atraída por ele. Logo depois ele mandou um bilhete a convidando pra um drink. Ela foi. Na mesma noite se encontraram na boate e ele deu um papel com número do quarto dele. Ela foi para o quarto dele e transou com ele. Meninas, eu gelei, quase gritei, quase parei de ler. O QUÊÊÊ? Como ela pode fazer isso? Eu não estou acreditaaaaaaaaaando!!! Essa foi a minha reação, eu fiquei perplexa, mas continuei a ler para ter a seguinte surpresa....o misterioso homem era Connor...hahaha Eles entraram num "joguinho" secreto de sedução, onde fingiam que eram desconhecidos. A autora escreveu de um jeito tão brilhante que nos levou a crer que a Ellery havia traído o marido. Achei genial!!!

O final da história e o epílogo são fantásticos! Acho que eu não me cansaria se tivesse mil livros da família Black.




BAIXA AQUI



PRÓXIMO





sábado, 4 de abril de 2015

Série Forever Black #1 e #2 - Sandi Lynn






Sinopse: Quando Ellery mudou para Nova York com o namorado, ela pensou que eles viveriam felizes para sempre em seu pequeno apartamento. Ela nunca pensou que ele iria fazer as malas e ir embora porque "precisava de espaço." Com o seu status recente de solteira e o medo de estar sozinha, Ellery se enterra em sua arte, a pintura, até que em uma noite ela ajuda a um estranho misterioso embriagado chegar em casa com segurança. Mal ela sabia que o estranho misterioso não é outro senão o CEO e milionário Connor Black. Depois de encontrar Ellery em sua cozinha na manhã seguinte e supondo que ela quebrou a regra número um sobre dormir em sua casa, ele fica intrigado, não só pela sua teimosia e rebeldia, mas por sua bondade. Connor Black, emocionalmente morto e danificado, resultado de uma tragédia pessoal, fez um voto de nunca amar ou se apaixonar por uma mulher, até Ellery Lane entrar em sua vida por acaso. Depois que ela se abre e mostra-lhe o mundo, Connor começa a sentir emoções e sentimentos que ele nunca soube que existia. Apesar dos rumores e advertências sobre Connor Black e seu uso e abuso de mulheres, Ellery encontra-se fazendo parte do seu mundo. Ellery sabe que eles nunca podem estar juntos, porque ela esconde um grande segredo que poderia destruir Connor emocionalmente para sempre.

Junte-se a Connor e Ellery em seu embarque para uma jornada de coragem, amor e força.

Será que vai ser o suficiente para salvá-los?




Sinopse: A vida de Connor Black consistia em sua empresa e em usar as mulheres. Nunca seria amor, relacionamentos ou uma vida de conto de fadas. Fatos que resultaram em uma tragédia pessoal, o tornaram emocionalmente morto e danificado para isso; Connor Black jurou nunca mais amar ou se apaixonar por uma mulher, isso até Ellery  entrar em sua vida por acaso e mudar tudo para sempre. Ele começa a experimentar sentimentos e emoções que nunca havia sentido antes, de repente ele se viu arrastado para o seu mundo.

Venha nesta jornada junto com Connor e Ellery e conheça esse amor, de coragem e força sendo posto à prova. Você assistiu seus mundos se unem através de seus olhos em Forever Black. Agora é hora de fazer a viagem através de seu FOREVER YOU (para sempre você).






Temas: Trauma, Enfermos, Mocinha determinada, Mocinho devotado,  Super Hot




Comentários - CONTÉM SPOILERS



Olá, meninas! Como está o feriado?
Há dois dias estou completamente absorvida pela série Forever Black. Hoje encerrei o último livro disponível da série e vim correndo compartilhar e recomendar.

Neste post falarei de dois livros ao mesmo tempo (Forever Black 1 e 2), pois se trata da mesma história; o 1º é do ponto de vista da mocinha, Ellery, e o 2º é do ponto de vista do mocinho, Connor Black. Ou seja: os mesmo fatos narrados por pontos de vista diferentes.

Pra começo de conversa, a história me pegou de surpresa. Quando li a sinopse não tive grandes expectativas e achei que seria igual à maioria dos livros: mocinho mulherengo bilionário - que foge de relacionamentos - encontra mocinha que vai fazê-lo mudar de ideia...tudo isso em meio a muitas cenas de sexo. Mas não podia ser mais diferente! 

Resumindo o livro (spoiler alert! spoiler alert!):

Ellery Lane é uma artista de 23 anos, que foi abandonada pelo seu namorado Kyle, com quem estava há mais de 4 anos. Ambos deixaram Michigan para morar juntos em Nova York, ele foi seu primeiro amante, companheiro, por isso quando a deixou, Elle ficou desolada. No início, é um mistério o motivo pelo qual ele a deixou.

Após semanas na depressão pós-término, Elle aceita ir com sua melhor amiga Peyton a um clube famoso, o Clube S (onde muita gente ia em busca de um parceiro sexual). No fim da noitada ela se depara com um homem lindo e maravilhoso levando um tapa da sua companheira. Em seguida ele sai  do club bêbado e cambaleante. Elle ficou com dó, por isso o levou para casa e como estava exausta, terminou dormindo no apê dele.

O homem é Connor Black, um CEO de 30 anos, sexy e lindo de morrer e com uma enorme fama de mulherengo. Na manhã seguinte, quando preparava um coquetel pra ressaca, ele a abordou da forma mais grossa e arrogante possível:


As regras do Connor eram: nunca dormir (passar a noite) com uma mulher, nunca se apegar ou ter qualquer tipo de relacionamento com uma mulher, as palavras casamento e filhos não faziam parte do seu vocabulário. As mulheres que saíam com ele estavam cientes que eram apenas amigas de foda, por isso ele não devia fidelidade a ninguém. Um exemplo disso está no segundo livro, quando ele narra que foi à academia cedo, teve relações com sua amiga de foda da academia e à noite tinha um encontro com outra, mas enquanto esperava a outra chegar ao clube ele recebeu um boquete da garçonete! O cara era viciado em sexo e tinha dezenas de "amigas", ele era tão paranoico com essa coisa de não formar família, que fez vasectomia.

Ele ficou bravo com Ellery, pois achava que eles haviam feito sexo e ela tinha dormido com ele. Mas ela explica o que ocorreu e ainda dá uma esnobada nele.

Após esse episódio ele a convida para um jantar como forma de agradecimento pelo que ela fez, e mais uma vez ele mostrou muita arrogância

Nossa, eu detestei a atitude dele! Extremamente arrogante e frio. Após esse jantar, ele volta a encontrar Elle por acaso e pergunta se ela gostaria de ser amiga dele. Amiga no verdadeiro sentido da palavra, sem relações sexuais, apenas uma colega do sexo feminino para acompanhá-lo em alguns eventos. Ellery aceitou. Nessa hora me deu uma raivinha dela, pois ela era tão simpática e espontânea, enquanto ele a tratava de forma tão fria e impessoal...achei que ela foi generosa demais pra ele. 

Enfim, os dois se tornaram amigos, mas a coitada sofria muito, pois estava atraída por ele e achava que ele continuava com suas inúmeras amantes (eu também pensei). Ele não deu nem um indício de que era atraído por ela...parecia até que ela era um amigo do sexo masculino.

Ellery se abriu com ele e contou sobre seu passado traumático. Aos 6 anos perdeu sua mãe para o câncer, seu pai não suportando a perda se tornou alcoólatra. Aos 16 anos ela descobriu que tinha câncer e pensou que a notícia acabaria de uma vez com o seu pai, por isso cortou os pulsos, mas por providência divina seu pai apareceu a tempo de salvá-la. Ela fez quimioterapia e se curou.

Connor também tem um trauma, que o levou a fugir de relacionamentos. Aos 18 anos ele tinha uma namorada louca e obsessiva que se matou (cortando os pulsos) porque ele terminou o namoro. Ela deixou uma carta culpando-o. Por isso ele ficou tão perturbado quando notou as cicatrizes no pulso da Ellery.


Durante uma viagem que eles fizeram, uma brincadeira inocente levou a um beijo, do beijo foram para um sexo explosivo. A partir desse momento, Connor mudou da água para o vinho...o cara frio e mulherengo que fugia de relacionamentos passou a tratar Elle como a coisa mais importante de sua vida e já falava de sentimentos por ela. Foi incrível, foi como ligar um interruptor: um canalha que caiu de quatro instantaneamente.

Mas foi nessa mesma viagem que tudo foi por água abaixo. O grande segredo de Ellery foi revelado. Seu ex-namorado apareceu arrependido e pedindo perdão, ao levar um fora dela, ele contou pro Connor que o câncer dela havia voltado e ela se recusava a se tratar para não passar por todo sofrimento outra vez. Por isso ele a abandonou. Connor ficou revoltado, bravo, possesso por ela ter escondido. Disse que nunca mais queria vê-la.

Dias depois, ela estava decidida a se curar e começar a quimio. No dia da sua primeira sessão de quimio, Connor apareceu e disse que mesmo ainda estando com raiva dela, não deixaria ela passar aquilo sozinha (que fofo!). Ahh, Ellery havia feito duas tatuagens para cobrir as cicatrizes dos pulsos: uma com o nome "Connor" e outra com o símbolo do infinito. Ela estava decidida a lutar pela vida e acreditava que Connor era o responsável pela mudança. Não demora para os dois se reconciliarem e daí pra frente ambos lutam juntos contra o câncer.

Um outro graaaaande conflito do livro é a rival. Connor se envolveu com a irmã gêmea da ex dele, era pra ser só uma noite de sexo, mas ela ficou o chantageando emocionalmente...se sentindo culpado ele tinha relações de sexo casuais com ela toda semana, deu um emprego pra ela na sua empresa e ainda dava um dinheiro pra ela (bolsa amante rsrs). Ele não tinha qualquer afeto por ela, só ficava com ela pelo sentimento de culpa, mas desde que conheceu Elle, Connor passou a evitar Ashlyn, mas a mulher era uma psicopata que não o deixava em paz...Connor escondeu a verdade para Elle até quando pode.

Meninas, vou parar o resumo aqui, senão esse post ficará gigantesco...gostei tanto do livro que poderia falar um montão sobre ele. Não há nada que eu não tenha gostado, por isso vou pontuar as coisas que mais gostei:

- A Ellery é incrível. Com certeza ela entrou pra lista de mocinhas admiráveis. 1º ela tem uma história linda de superação; 2º ela é engraça e espontânea, há cenas hilárias em que ela tenta quebrar o requinte do Connor, fazendo com que ele comesse sorvete, hot dogs, pizzas (pois ele só comia coisa refinada). 3º Ela não tem papas na língua e quando é pra afastar as piranhas ela afasta mesmo! Eu adorei o tapa que ela deu na Ashlyn...adoro quando as mocinhas de romance colocam a rival no seu lugar. 4º ela tornou o Connor uma pessoa 1000 vezes melhor.


- No começo do 1º livro,eu detestei o Connor porque o achei frio demais, impessoal demais, cínico demais, mulherengo demais. Porém, quando ele finalmente demonstra seus sentimentos pela Ellery ele se mostra uma pessoa incrível...muito romântico, apaixonado, devotado, protetor..capaz de tudo pela pessoa amada. MAAASS quando li o 2º livro (do ponto de vista dele) passei a compreendê-lo melhor. Por exemplo, a atitude fria dele no começo era só fachada, pois aconteceu quase um amor à primeira vista por ela. Desde o primeiro momento em que ele a viu, percebeu que ela era especial e se tornou obcecado por ela, só não demonstrava nada com medo de estragar tudo.


- Sobre o 2º livro da série, ele é um pouco tedioso porque já sabemos tuuudo o que vai acontecer. Mas ele melhora muito próximo do final, pois há coisas que no primeiro livro não tem...como detalhes do casamento deles, da vida depois de casados e outros momentos ótimos que não tem no 1º livro. O 2º é essencial para entender o Connor e amá-lo mais ainda, pois ficamos por dentro do seu passado, dos seus medos e de todo amor intenso que ele sente pela Elle. Por exemplo, quando os dois eram só amigos, a Elle (e eu leitora) imaginava que ele continuava saindo com suas amantes, mas desde o momento em quele pôs os olhos nela, ele não foi capaz de ficar com nenhuma outra mulher...ele até tentou, mas a pipa não subiu hahaha



- O drama é garantido. O enredo é ótimo. Os conflitos são instigantes. Eu chorei com o desespero da Ellery quando o Connor descobriu sobre o câncer, chorei com o sofrimento dela durante o tratamento (sim, a autora dá detalhes, parece até que estamos dentro da cena)...e fiquei super emocionada com o desfecho da história. Enfim, essa série é pura emoção!

- Esse livro tem cenas eróticas, mas não são muitas.


- Eu amei tudo, mas só tem uma coisinha que me incomodou: o endeusamento do mocinho. A mulherada se atira nele descaradamente, as garçonetes dão cantadas na cara...achei um pouco de exagero tudo isso.

- Só mais uma coisinha que não gostei, ainda sobre o Connor: achei muito doentio ele se envolver sexualmente com a irmã gêmea da sua ex-namorada que se suicidou! Ele só podia estar louco...achei até meio ingênuo ele ser manipulado pela Ashlyn víbora..ela fez um grande estrago na vida dele.


- O cenário do livro é maravilhoso. Não acho muito atrativo aquela correria de Nova York (muita gente, muitos carros, muitos prédios), mas várias partes do livro se passam no Central Park, inclusive o casamento deles ocorreu lá...achei esse plano de fundo perfeito.












BAIXA AQUI                                                                                         BAIXA AQUI